Planograma: o que é e como utilizar para aumentar vendas

Planograma: o que é e como utilizar para aumentar vendas

Últimos posts por Milton Goetten de Lima (exibir todos)

Ao visitar um supermercado, já reparou que as mercadorias são organizadas de forma bem padronizada? 

Isso é feito para tornar a experiência do cliente mais prática e satisfatória.

Talvez o que você não imagine é que essa organização pode ser feita de maneira estratégica para estimular a compra. 

E todos esses detalhes são definidos a partir do planograma. Não sabe do que estamos falando? Vamos explicar melhor, segue a leitura!

O que é planograma?

Planograma é uma ferramenta usada para orientar a organização de produtos em um ambiente. 

Também chamado de plano de gôndola, ele é desenvolvido em um documento que facilita o entendimento do colaborador responsável pela reposição de itens.

Ele é elaborado com um desenho gráfico esquemático que pode ser de prateleiras ou qualquer outro tipo de instalação que ajude a otimizar o uso do espaço disponível na loja.

Feito dessa forma, a ferramenta expõe como as mercadorias serão distribuídas e expostas, qual a quantidade de itens, como será a separação dos diferentes tipos de produto, a altura de cada coluna, entre outros detalhes.

Além desses aspectos que facilitam a experiência do consumidor, outro ponto do planograma é o papel do marketing, que contribui para criar certos gatilhos de compra, bem como acontece no Visual Merchandising

Em resumo, o planograma vai passar por 4 pontos principais: comodidade e agilidade para o consumidor, visibilidade adequada, estímulo para a compra e imagem positiva da marca.

Por que o planograma é importante?

Se o planograma otimiza a organização dos produtos na loja, já sabemos porque ele é tão importante. Mas a parte do marketing também influencia bastante nisso.

As características das mercadorias não são os únicos fatores que devem ser levados em consideração no momento de elaborar o planograma. 

Mesmo dentro de uma determinada categoria, há vários detalhes que são elencados e planejados por profissionais de marketing com o objetivo de aumentar o volume de vendas.

Com isso, o consumidor, além de ter mais facilidade em encontrar o que deseja, será influenciado por meio de estratégias específicas que criam a necessidade e o desejo de compra. Esse é o caso dos doces no caixa de um supermercado.

Itens destinados ao público infantil, por exemplo, também acabam sendo expostos em gôndolas mais baixas, ficando ao alcance das crianças, enquanto produtos que representam maior margem de lucro ficam em uma altura alcançada pela maioria das pessoas.

Além dessas características, o planograma pode envolver ações de outras empresas. Uma marca pode oferecer algo ao estabelecimento em troca de ter seus produtos posicionados em um lugar de destaque na loja.

Vale dizer, ainda, que todos esses pontos são inseridos no planograma de forma a serem planejados sem afetar as atividades internas do local.

Dicas para criar um planograma

Para criar um planograma, alguns pontos devem ser levados em consideração. É isso que detalhamos a seguir:

Evidencie os produtos mais lucrativos

A localização de um produto no ponto de venda é capaz de atrair mais compradores. Por isso, ao elaborar o planograma, lembre-se de levar esse fato em consideração.

Na sua loja, procure identificar os produtos com maior taxa de lucratividade. Estes serão colocados em locais com mais evidência ou prateleiras que fiquem na linha de visão, tudo isso para aumentar o volume de vendas dos itens.

Posicione os itens mais vendidos longe da entrada

Uma boa estratégia ao elaborar o planograma é posicionar os itens mais vendidos longe da entrada.

Por serem os mais vendidos, pode-se presumir que muitos compradores chegam até sua loja para comprá-los.  E, ao terem que percorrer todo o local, vão passar por outros produtos que podem despertar sua atenção. 

Para definir o local para esses produtos campeões de venda, também é importante analisar o comportamento do consumidor dentro da loja. Isso envolve acompanhar os trajetos percorridos dentro do estabelecimento para perceber alguns padrões, e pode ser analisado por meio de um mapa de calor. 

Faça um mapa de calor

Ao coletar informações e identificar o percurso que os clientes realizam dentro da loja, é possível reuni-las em um mapa de calor. Esse mapa será como um gráfico que representa o fluxo de clientes no local. 

Utiliza-se cores frias para baixas concentrações e cores quentes para altas. Com isso, você consegue identificar os percursos mais comuns, as variações no comportamento do consumidor em dias diferentes da semana ou horários diferentes, por exemplo.

Para mais, esses dados também vão apontar o potencial de cada local na loja para que você identifique qual a melhor forma de dispor os produtos no momento de montar seu planograma. 

Faça promoções em pontos estratégicos

Sabendo da relação dos consumidores com o espaço do seu negócio, ao criar o planograma, você também pode pensar estrategicamente na posição dos itens em promoção na sua loja.

As promoções ajudam a aumentar o fluxo de clientes na loja e, consequentemente, exibe seus produtos aos olhos dos consumidores. Se posicionadas em locais estratégicos, então, podem expor ainda mais as mercadorias.

Ao colocar um produto em promoção próximo de áreas menos visitadas, por exemplo, outras mercadorias passam a ser notadas.

Outra possibilidade é criar áreas exclusivas para promoções, como uma prateleira ou stand somente com mercadorias com preços promocionais, usando placas e etiquetas chamativas que despertem a curiosidade das pessoas.

Com essas dicas, você já terá um bom plano para aumentar as vendas. E, com o planograma, irá facilitar a reposição de estoque e otimizar a experiência do cliente na sua loja.

Gostou dessas dicas? Continue navegando, conheça o novo cliente do varejo e quais inovações adotar para vender mais!

Publicado por: Milton Goetten de Lima