GERENCIAMENTO DE ESTOQUE: 5 DICAS PARA LOJISTAS

GERENCIAMENTO DE ESTOQUE: 5 DICAS PARA LOJISTAS

Últimos posts por Milton Goetten de Lima (exibir todos)

GERENCIAMENTO DE ESTOQUE: 5 DICAS PARA LOJISTAS

Manter uma loja de portas abertas e fazê-la prosperar não é uma tarefa fácil, até mesmo em tempos favoráveis. Além disso, ela se torna ainda mais difícil com as flutuações da economia, sazonalidade e alta competitividade que sabemos que ocorre no mercado atual. 

Portanto, os lojistas devem estar cada vez mais atentos e planejar cada detalhe de suas operações para otimizar seus processos, reduzir custos e evitar o desperdício de recursos.

E quando falamos em planejamento, redução de custos e desperdícios de recursos, é impossível não pensar na importância do gerenciamento de estoque. Afinal, este é um setor essencial e que pode ser uma verdadeira mão na roda se for bem executado e bem gerido.

A IMPORTÂNCIA DO GERENCIAMENTO DE ESTOQUE E SEUS DESAFIOS

É muito comum atualmente que os lojistas reclamem ao se deparar com alguns problemas em seus estoques. Entre os principais citados por eles, podemos listar:

  • Produtos encalhados se deteriorando; 
  • Extravios;
  • Falta de mercadorias com alta demanda;
  • Falta de espaço para armazenagem.

Tudo isso realmente tende a dificultar as finanças da empresa e até mesmo a satisfação dos clientes. Até porque basta pensar: produtos encalhados significam dinheiro preso e que se desvaloriza ou se perde, prejudicando todo o seu capital de giro e a sua rentabilidade.

Por essa razão, o estoque exige muita dedicação nas etapas de gerenciamento e planejamento para se manter saudável. Além disso, se torna ainda mais importante a necessidade de obter um controle de estoque adequado se o crediário próprio for oferecido.

Afinal, as vendas a prazo podem demorar meses até que sejam pagas. Neste meio-tempo,  qualquer problema no giro de estoque, faturamento e capital de giro podem ser prejudiciais. 

> Para te ajudar, confira a seguir dicas e deixe de sofrer com os problemas em seu estoque:

 

1 – FAÇA UM PLANEJAMENTO BASEADO EM DADOS SÓLIDOS 

Todo o planejamento de compras e reposição de estoque deve estar baseado em dados concretos para que o lojista compreenda este aspecto vital da empresa. Afinal, o gerenciamento de estoque baseado em “achismo” pode ser perigoso para o seu negócio. 

Então, ao planejar o estoque, faça uma análise de todo o seu histórico de vendas, observando os padrões de entrada e saída de produtos. A partir disso, procure identificar as variações sazonais e fazer previsões, mesmo que não exatas, para as demandas futuras. 

Além disso, esteja atento ao perfil de consumo do seu público-alvo e leve em consideração os indicadores de desempenho importantes para o seu estoque, entre eles, podemos citar:

  • Índice de ruptura;
  • Giro de estoque;
  • Acuracidade de inventário;
  • Relatórios gerenciais; 
  • Cenário econômico atual.

Desta forma, você garante que todo o seu planejamento esteja pautado nas bases sólidas que os números podem lhe oferecer, evitando especulações infundadas. Isso te garante um maior controle da situação.

 

2 – MONITORE SEU GIRO DE ESTOQUE E TRABALHE COM QUANTIDADES ENXUTAS

O giro de estoque é um importante indicador para que você saiba o número de vezes em que seu estoque foi vendido e reposto em um determinado período de tempo. Portanto, quanto maior ele for, melhor é o desempenho que o seu gerenciamento de estoque vai ter.

Além de monitorar o giro de estoque total, analise também o giro de determinadas categorias e tipos de produtos. Tudo isso sempre tentando identificar aqueles que são mais vendidos e os que possuem uma menor demanda durante todo o período de vendas. 

A partir desses dados, trabalhe com um estoque enxuto que prioriza a aquisição de produtos com maior giro e tente incluir apenas uma pequena quantidade das mercadorias com menor demanda. Dessa forma, seu negócio atenderá melhor a necessidade do cliente.

 

3 – CUIDE DO SEU CAPITAL DE GIRO E LEVE EM CONSIDERAÇÃO OS SEUS RECEBÍVEIS

Estar sempre no controle do seu capital de giro é uma das melhores formas de promover uma gestão de estoque saudável e aproveitar as diversas oportunidades que surgem. Isso porque, no decorrer do tempo, ocorrem diversos momentos onde alguns produtos têm maior ou menor demanda devido a sazonalidade do mercado.

Se ela for negativa e a empresa experimentar uma baixa nas vendas, é importante ter dinheiro suficiente para suportar essa queda no faturamento e estar em dia com o pagamento dos fornecedores. Se ela for positiva, é hora de fazer investimentos no estoque.

 

4 – INVISTA EM TECNOLOGIA NA SUA GESTÃO DE ESTOQUE

Os avanços tecnológicos não podem ser negligenciados quando o assunto é gerenciamento de estoque eficiente. É preciso investir em recursos tecnológicos que automatizam e integram toda a gestão de estoque, reduzindo assim erros e garantindo uma ótima gestão.

Com um sistema de gerenciamento adequado você tem diversos benefícios, entre eles:

  • Menor ocorrência de erros na entrada e saída de produtos;
  • Redução na ocorrência de extravios e deterioração de produtos;
  • Integração com seu setor financeiro;
  • Automação das operações do estoque;
  • Acesso a dados, indicadores e gráficos que facilitam sua tomada de decisão;
  • Alertas de necessidade de reposição de mercadorias.

Por isso, nossa dica é que você adquira um sistema de gerenciamento de estoque que lhe forneça a segurança e o desempenho adequados. Além disso, busque investir em softwares de gerenciamento financeiro, principalmente se a sua loja oferecer Crediário Próprio.

 

5 – FAÇA INSPEÇÕES PERIÓDICAS E NÃO DÊ MARGEM PARA ERROS

Uma gestão de estoque eficiente tem por objetivo atingir o máximo de desempenho, economizar recursos e reduzir desperdícios. Uma das melhores formas de fazer isso é utilizar um sistema informatizado de gestão de estoque, como já dissemos no item anterior. 

No entanto, mesmo com este tipo de recurso, o setor deve passar por inspeções periódicas, sejam elas diárias, semanais ou mensais. Desta forma, você verifica se tudo está funcionando conforme o esperado, podendo identificar e corrigir rapidamente qualquer problema proveniente de erros na entrada de dados, acondicionamento de mercadorias, desempenho dos funcionários, entre outros. 

 

CONCLUSÃO

Fazer um gerenciamento de estoque eficaz é muito importante para que a sua loja possa funcionar em pleno potencial, sempre prosperando e crescendo em meio às dificuldades.

Este gerenciamento pode ser ainda mais importante para lojistas que oferecem um sistema de crediário próprio. Afinal, erros no gerenciamento de estoque prejudicam seriamente as finanças da empresa, desafiando o capital de giro a curto prazo de quem vende no crédito.

Além disso, erros no estoque exigem manobras financeiras para minimizar os danos antes que a situação saia do controle. Então, para evitar flutuações inesperadas em seu caixa, siga nossas dicas deste artigo e garanta que seu gerenciamento de estoque seja eficiente. 

Caso queira conhecer mais sobre os serviços que oferecemos na Rede Brasil Crediário, basta clicar aqui e agende agora mesmo uma conversa com um de nossos especialistas! 

 

Publicado por: Milton Goetten de Lima