Visual Merchandising: dicas para ambiente e vitrine de loja de roupas

Visual Merchandising: dicas para ambiente e vitrine de loja de roupas

Últimos posts por Milton Goetten de Lima (exibir todos)

Você tem investido no ambiente e na vitrine da sua loja? Saiba que isso é extremamente importante para manter uma experiência de compra agradável que conquiste e fidelize seus clientes. 

Para isso, você precisará aplicar algumas boas práticas pensando no comportamento e nas preferências dos consumidores. A partir de estudos dessas informações, além de aspectos psicológicos, nasceu o Visual Merchandising. 

Ainda não sabe o que é isso? Calma. Fica até o final, porque vamos apresentar tudo o que você precisa saber sobre esse conceito!

O que é Visual Merchandising?

O Visual Merchandising é um conceito referente à maneira mais atraente de apresentar seus produtos visualmente. 

É uma ação dentro do marketing que visa o planejamento de atividades dentro da loja e também na vitrine, expondo e apresentando os produtos de uma forma que crie impulsos na mente dos consumidores, incentivando a comprar

Por isso, é uma técnica que precisa estar na vida dos lojistas, já que, com uma boa estratégia, você pode fazer com que os produtos praticamente se vendam sozinhos. 

Por que o Visual Merchandising é tão importante? 

A grande maioria dos consumidores tomam suas decisões de compra na loja, e muitos deles são influenciados pelo ambiente. E quando falamos em ambiente, trazemos conceitos de design de interiores. Pensar nisso permite, então, que você influencie os clientes exatamente no lugar onde eles tomam suas decisões.

Além disso, o visual merchandising permite que você crie experiências memoráveis às pessoas, destacando sua loja diante da concorrência e gerando clientes fiéis.

Assim, para um bom planejamento de visual merchandising, deve-se ter como foco os consumidores, pensando no que pode atraí-los e satisfazê-los. Nessa estratégia, comece pela vitrine, que será, muito provavelmente, o primeiro contato do cliente com a loja.

Dicas para uma vitrine de loja de confecções

As vitrines têm uma enorme capacidade de atrair os clientes. É uma das ferramentas que geram menos despesas e são mais eficientes. Elas dizem, basicamente, o que os consumidores poderão encontrar ao entrar na sua loja – mas, dentro da loja, também é importante ter algumas surpresas.

Algumas boas práticas são necessárias para atingir seu objetivo com a vitrine. Analise se você gostaria de transmitir uma imagem específica ou atrair cada vez mais consumidores. Dependendo da sua intenção, você pode partir para a construção de uma vitrine atraente de acordo com seu público e com seu objetivo.

Cores e iluminação

A iluminação adequada na sua vitrine de roupas é capaz de conferir uma aparência mais agradável aos produtos, gerando interesse e atraindo os clientes. Avalie, assim, o uso de luz difusa ou dirigida, sabendo que a dirigida, normalmente, é utilizada para uma iluminação focada em determinado produto, enquanto a difusa, não possui foco, sendo mais abrangente.

Também certifique-se em relação ao tipo de lâmpada, veja qual atende melhor seu objetivo: as frias ou quentes. As quentes podem ser usadas para realçar alguma roupa, porém tem a desvantagem de aquecerem muito. Enquanto as frias, além de não terem temperaturas altas, evitam o reflexo nos vidros.

Além da iluminação, as cores também são uma parte importante em uma vitrine de roupas. Lembre-se de que elas são fortemente influenciadas pela cultura local e podem causar associações simbólicas. A cor dourada, por exemplo, costuma ser associada à elegância ou riqueza. Nesse sentido, cabe avaliar o que você quer transmitir com as cores da sua vitrine. 

Etiquetas visíveis e bem elaboradas

Além de pensar nas cores e na iluminação da sua vitrine, lembre-se de inserir etiquetas que vendem, que serão visíveis e bem elaboradas.

Evite, sempre que possível, etiquetas que destaquem o preço total nas suas vitrines. E saiba como os seus clientes compram. 

Se a grande maioria compra em parcelas, use etiquetas que destaquem a parcela. Com isso, os clientes se encantam com a vitrine e o produto e, ao ver as parcelas pequenas, sentem que conseguem pagar de forma mais fácil. 

Outra boa dica é evitar etiquetas escritas à mão, pois elas afetam negativamente o visual dos produtos e da vitrine. O ideal, então, é que você imprima. 

Lembre-se: menos é mais!

Ao montar sua vitrine de roupas, é interessante pensar na quantidade de elementos que você está inserindo. É legal que o cliente saiba que terá uma quantidade significativa de opções. Mas, ao mesmo tempo, um número muito grande de produtos pode confundi-lo, além de poluir a vitrine. 

O uso de muitos cartazes e adereços também podem poluir visualmente. Sendo assim, use a quantidade adequada de mercadorias, mantendo poucos itens e adereços perto das roupas.

Mude a vitrine com frequência

Mudar sua vitrine com determinada frequência é uma prática importante para manter a atração. Isso porque os consumidores estão sempre querendo novidades e variedade e acabam não se atraindo mais de uma vez por uma mesma vitrine.

Uma boa opção é apostar nas datas comemorativas, como o carnaval, e também nas estações, inserindo, na vitrine, roupas de acordo com a sazonalidade

Dicas de Visual Merchandising para o ambiente da loja

Depois de um bom contato com a sua vitrine chamativa, o cliente, sentindo-se atraído, vai entrar e espera ter uma boa experiência de compra. Para colaborar, você pode investir no ambiente da sua loja pensando nas boas práticas de Visual Merchandising. Aqui vão algumas dicas:

Mantenha as roupas acessíveis para os clientes provarem

Em qualquer loja, os produtos precisam ser acessíveis, caso contrário o consumidor pode se cansar e acabar desistindo. Expositores trancados, por exemplo, dificultam o acesso e fazem com que alguns clientes não insistam na possibilidade de experimentar e comprar o produto. Por isso, se for o caso, avalie se são mesmo necessários.

Em uma loja de roupa, é indicado deixar as roupas à mostra e acessíveis para que os clientes possam experimentar livremente. Nos provadores, a loja deve investir em iluminação, um bom espelho e um visual bem atraente. 

Você pode estimular os sentidos dos clientes, trabalhando, por exemplo, com perfumes agradáveis, músicas harmônicas e outros artifícios gráficos que ocupem o lado criativo do cérebro, aumentando a sensação de prazer em desfrutar daquele momento.

Invista em música para uma ambientação favorável 

Já sabemos que despertar a emoção dos consumidores é fundamental no momento das compras. Uma das práticas para isso é investir em música que causem uma ambientação agradável e favorável.

As músicas podem afetar diretamente o humor. Uma pesquisa realizada em um restaurante inglês, por exemplo, mostrou que os clientes gastaram em média 2 libras a mais por pessoa quando escutaram música clássica em vez de pop. 

Se você conhecer bem seu público-alvo, poderá investir em canções que os agradem, fazendo com que a experiência na loja seja bem mais feliz e, consequentemente, comprem mais.

Aposte nos aromas

Da mesma forma que a música pode impactar o ambiente da sua loja de roupas, os aromas também podem!

O olfato é outro sentido fortemente ligado às emoções e sentimentos. Os perfumes marcam uma loja e podem ser um grande fator para garantir uma experiência incrível aos clientes, fazendo com que eles comprem e voltem à loja mais vezes. 

Você pode investir em um aroma específico. Alguns perfumes apresentam determinadas respostas gerais. Lavanda, por exemplo, causa um efeito relaxante, assim como baunilha conforta e eucalipto energiza.

Dito tudo isso, sua missão agora é avaliar seu público, seus objetivos, intenções e investir em bons estímulos para os sentidos dos seus clientes, garantindo uma experiência incrível de compra para realmente conquistá-los!

Gostou dessas dicas? Que tal conferir mais algumas sobre como aumentar o fluxo de clientes na sua loja!?

Publicado por: Milton Goetten de Lima