Você sabe como mapear a demanda sazonal da sua loja?

Você sabe como mapear a demanda sazonal da sua loja?

As flutuações da demanda sazonal desafiam os lojistas e dificultam a previsibilidade da receita, causando impactos em seu volume de vendas, fluxo de caixa e faturamento. Durante estas flutuações, alguns produtos são mais ou menos procurados por causa de alguns fatores externos, como variações climáticas e datas comemorativas. 

Isso pode acontecer em diversas situações. A mais conhecida é a queda na procura por roupas de frio que ocorre no verão e o aumento nas vendas de casacos no inverno. Essa variação é conhecida como demanda sazonal e pode trazer prejuízos para quem não está preparado. 

Por outro lado, ela também pode se tornar uma oportunidade para o lojista que sabe se antecipar. O planejamento é uma das melhores ferramentas para se preparar e lidar com esta variação, reduzindo os seus impactos negativos e aproveitando os positivos. 

Porém, para que este planejamento seja possível, é preciso mapear a demanda sazonal, reconhecendo os impactos que as flutuações nas vendas geram no estabelecimento.

Como identificar um período de sazonalidade?

A sazonalidade de mercado pode ser facilmente identificada através da análise de dados. Ela é simples e pode ser feita ao levantar todo o histórico da loja e procurar padrões de quedas e picos nas vendas de cada produto em determinados períodos do ano.

Além disso, pode-se utilizar o Google Trends e o Calendário de Datas Comemorativas da Serasa Experian para complementar a análise.  Aliás, estas opções são um ótimo ponto de partida para os lojistas que ainda não têm um histórico de vendas longo o suficiente. 

O calendário do Serasa Experian, por exemplo, mostra as principais datas comemorativas, estações do ano e eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Assim, você pode estudar como as vendas de cada produto oferecido em sua loja serão impactadas nestes períodos.

Por fim, também é importante se manter informado sobre as novidades do seu segmento. Sempre esteja atento às tendências da moda e outros fatores que possam influenciar o comportamento do consumidor.

Como se preparar para a demanda sazonal?

Após identificar os períodos de alta e baixa na demanda sazonal da sua loja, é preciso se planejar para minimizar os efeitos negativos da baixa e aproveitar ao máximo o pico de vendas da alta. Leve em consideração as seguintes dicas no seu planejamento!

Dica 1: Seja estratégico no seu controle de estoque

O controle de estoque é um dos pontos mais importantes. Isso porque qualquer erro nessa área pode gerar prejuízos financeiros. 

Afinal, um estoque despreparado para lidar com a sazonalidade pode sofrer com produtos encalhados e falta de mercadorias com alta demanda. Tudo isso impacta nas finanças da loja, causando perda de vendas, faturamento, diminuição do fluxo de caixa e insatisfação no consumidor.

Portanto, após conhecer os padrões e compreender como a sazonalidade afeta a demanda dos seus produtos, priorize o investimento nas mercadorias com maior demanda sazonal. Lembre-se de sempre dimensionar o volume de itens adquiridos com base no seu giro de estoque e na demanda sazonal observada. 

Também é importante variar os produtos oferecidos. Uma sorveteria, por exemplo, pode oferecer cafés, bolos e chás durante o inverno, priorizando o investimento em sorvetes durante as estações mais quentes.

O ideal é flexibilizar sua oferta de produtos desde que ela seja condizente com as necessidades do público. No entanto, é preciso ter cuidado para comprar somente a quantidade que será vendida, procurando o equilíbrio entre os produtos em estoque e a demanda.

É preciso observar o giro de estoque para o período sazonal, trabalhando com um estoque enxuto que reflita este giro observado na análise do histórico de vendas. Além disso, deve-se conhecer a realidade financeira da sua loja, incluindo o orçamento para as suas aquisições no seu planejamento financeiro

Por fim, não deixe para procurar fornecedores em cima da hora. Sempre vá às compras nos meses que antecedem a demanda sazonal para garantir bons descontos e evitar imprevistos.

Dica 2: Dimensione sua equipe e organize sua loja coerentemente

Faça estimativas de quantos colaboradores serão necessários para atender os clientes nos períodos sazonais, dimensionando sua equipe de acordo com a necessidade. É importante fazer este planejamento para saber quantos funcionários temporários deverão ser contratados e como eles deverão ser treinados. 

Além disso, planeje a decoração da sua loja para refletir a temática dos períodos sazonais para atrair mais clientes, aumentar as vendas e gerar conforto ao público. Em épocas de alta, também garanta que a loja tenha espaço suficiente para a circulação de clientes e mantenha a vitrine com destaque para os produtos em alta.

Dica 3: Sincronize suas estratégias de marketing com a sazonalidade

Reforçar as ações de marketing e sincronizá-las com as flutuações sazonais da demanda é uma ótima forma de manter sua loja lucrativa em qualquer período do ano. Em épocas de baixa, por exemplo, faça promoções especiais para “queimar o estoque”.

Além disso, garanta que suas estratégias de marketing sejam focadas em produtos que despertam o interesse do cliente de acordo com a variação sazonal observada. Outro ponto a ser observado é dedicar uma verba de marketing especial para períodos de alta, como na Black Friday.

Dica 4: Aproveite os benefícios do crediário próprio

Uma das melhores ferramentas para lidar com a flutuação sazonal nas vendas e manter a previsibilidade da receita é a oferta de crediário. Esta modalidade pode aumentar as vendas da sua loja mesmo em meio às flutuações da sazonalidade, permitindo que a previsibilidade da receita seja mantida durante todo o ano.

Isto é possível porque o crediário atrai uma parcela de consumidores muito negligenciada pelo mercado, possibilitando que sua loja atraia os que não têm cartão de crédito ou o valor total para compras à vista. Desta forma, sua loja vende mais e aumenta o faturamento mesmo em épocas de baixa.

Ao utilizar o crediário, as parcelas das vendas feitas em épocas de alta serão recebidas nos meses posteriores, mesmo se houver baixa na demanda, o que ajuda a manter as operações da loja. Além disso, essa facilidade lhe dá a opção de utilizar o recurso de antecipação de recebíveis sempre que precisar. 

Esta operação de crédito faz com que sua loja receba rapidamente todo o montante das vendas parceladas. Logo, não precisará esperar meses até que o cliente cumpra com suas obrigações. Desta forma, essa antecipação pode ser utilizada até mesmo como um recurso emergencial. 

Por fim, ela também permite um aumento de capital de giro em épocas de alta. Logo, possibilita investimentos pontuais para adquirir produtos com maior procura e aumentar o faturamento.

Afinal, a demanda sazonal é boa ou ruim?

A demanda sazonal pode ser fonte de muitas oportunidades se for tratada com seriedade e um bom planejamento. Isso porque se um produto está em baixa é porque outros estão em alta, logo o lojista deve usar essa flutuação para lucrar. 

Então, siga as dicas informadas neste artigo (com atenção especial à utilização de crediário e antecipação de recebíveis) para blindar sua loja contra as inevitáveis baixas da demanda sazonal e aproveitar os períodos de alta para alavancar os resultados do seu negócio! 

Publicado por: Milton Goetten de Lima