As vantagens do Cadastro Positivo para o varejo

As vantagens do Cadastro Positivo para o varejo

A inadimplência causa preocupação nos varejistas e chega a desestimular o oferecimento de vendas a prazo em alguns estabelecimentos. Este receio é justificado, afinal, muitos lojistas trabalham com margens apertadas e um fluxo de caixa reduzido, que pode não suportar os prejuízos causados por altas taxas de inadimplência. 

Porém, ela pode ser reduzida através de uma análise de risco criteriosa que não se limita ao cadastro negativo, utilizando métricas abrangentes como o cadastro positivo. Afinal, ele reflete o histórico de relacionamento do cliente com o mercado de crédito, ajudando o lojista a reduzir seus erros na concessão de crédito.

E com a demanda por crédito crescendo cada vez mais, a importância do cadastro positivo para o varejo se acentua significativamente, exigindo que o empreendedor inclua esta ferramenta nas suas análises. Leia nosso artigo e conheça suas vantagens!

O que é o cadastro positivo?

É um banco de dados que visa refletir o quão bom pagador um consumidor tende a ser. Para isso, ele reúne:

  • Histórico de relações entre o consumidor e o mercado de crédito;
  • Compromissos ativos;
  • Contas em atraso;
  • Histórico de pagamento de serviços continuados como água, luz, gás e telefone. 

Este cadastro facilita o acesso ao crédito para os consumidores (pessoa física ou jurídica). Isso porque oferece uma informação confiável e acessível aos varejistas, prestadores de serviço e instituições financeiras, facilitando a análise de risco e garantindo maior segurança contra a inadimplência

No entanto, apesar do cadastro positivo conter muitos dados, ele protege a privacidade do consumidor e só disponibiliza um indicador numérico (score de crédito) que reflete a pontuação de bom pagador. Este indicador é obtido após uma criteriosa análise do que for coletado.

No cadastro positivo do Serasa Experian, por exemplo, cada consumidor cadastrado recebe uma pontuação que varia de 0 até 1.000 pontos. Assim, quanto maior o score de crédito maiores são as chances da pessoa honrar seus compromissos e pagar suas contas em dia.

O que mudou no cadastro positivo?

O cadastro positivo foi criado em 2011 com o amparo legal da Lei 12.414, que disciplina a formação e consulta a bancos de dados com informações de adimplência. No entanto, ninguém precisava solicitar para ter seu nome incluído no cadastro. 

Como não houve muito interesse, a taxa de adesão dos consumidores não foi satisfatória. Porém, esta dinâmica mudou em abril de /2019, quando foi sancionado um Projeto de Lei Complementar (PLP 441/2017) que tornou automática a adesão de consumidores ao cadastro positivo. 

Desde então, todos os brasileiros com CPF ativo foram incluídos no cadastro positivo, podendo solicitar a qualquer momento sua remoção junto aos bureaus de crédito. Esta mudança passou a oferecer benefícios para clientes e lojistas, mudando o mercado de crédito no Brasil. 

Quais os impactos do cadastro positivo para o varejo?

Um dos grandes problemas na concessão de crédito é a falta de informações adequadas e os chamados “pontos cegos” na avaliação de risco. Na análise de crédito, não ter dados é um perigo e cobra seu preço através de altas taxas de juros, maior taxa de inadimplência e menores concessões de crédito. 

No entanto, o cadastro positivo aparece como solução para reduzir esse problema. Dentre os impactos do cadastro positivo para o varejo estão inclusos os seguintes benefícios:

1 – Melhor análise de risco 

O cadastro positivo chega para melhorar todo o processo de análise de risco ao colocar à disposição do varejista um score de crédito completo que inclui dados ignorados pelo cadastro negativo.

Este só mostra se o cliente está inadimplente, mas não oferece informações detalhadas sobre os seus hábitos de consumo. Assim, ignora muitas informações sobre o histórico de pagamentos e compromissos em aberto ainda não vencidos.

Por outro lado, o cadastro positivo complementa os dados que faltam no cadastro negativo, proporcionando uma melhor análise de risco ao oferecer uma visão mais atualizada e completa sobre o relacionamento do cliente com o mercado de crédito. Esta vantagem é vital para os lojistas que vendem a prazo por meio de crediário e precisam de maior segurança contra a inadimplência. 

Com a utilização do cadastro positivo aliado ao cadastro de negativação e outras fontes de informações, o varejista terá uma visão profunda e detalhada sobre o perfil do cliente. Assim, poderá decidir com mais facilidade entre conceder ou não o crediário ao cliente.

Este cenário é totalmente diferente do que ocorria antes da obrigatoriedade do cadastro positivo. Nele, o acesso à análise de risco aprofundada era privilégio das grandes instituições financeiras que compartilhavam dados entre si.

2 – Menor taxa de juros

Com uma análise de risco cada vez mais alinhada com a realidade dos consumidores, é esperada uma redução significativa na taxa de juros. Desta forma, os custos envolvidos nas vendas a prazo são reduzidos e tanto lojista quanto consumidor são beneficiados.

Logo, o crediário se torna ainda mais lucrativo, principalmente durante a antecipação de recebíveis. Assim, o empreendedor passa a usufruir de margens melhores em suas vendas a prazo e pode converter este excedente em investimentos no negócio.

3 – Aumento das vendas

O cadastro positivo permitirá o acesso ao mercado de crédito para mais de 20 milhões de brasileiros. Assim, autônomos e pessoas não bancarizadas que pagam suas contas em dia poderão ser avaliados para eventuais concessões de crédito. 

Além disso, com as melhores condições e redução na taxa de juros, os consumidores se sentirão estimulados a cada vez mais comprar a prazo. Desta forma, o varejo conseguirá atrair mais clientes, experimentando um aumento no seu faturamento.

4 – Desburocratização das transações

Devido às melhorias que o cadastro positivo traz à análise de risco e à sua simplicidade, todo o processo poderá ser facilitado e as transações serão desburocratizadas. 

5 – Melhora na relação com o cliente

Ao conceder crédito com menores taxas de juros, prazos maiores e condições especiais para os bons pagadores, o lojista vai melhorar a relação com os clientes. Estes, por sua vez, se sentirão cada vez mais satisfeitos, fortalecendo a sua marca.

O cadastro positivo traz boas vantagens para o lojista que o utiliza como complemento ao cadastro de negativação e outras informações de análise de risco. Assim, a empresa pode vender a prazo com maior segurança, aumentando sua lucratividade enquanto satisfaz seus clientes. 

Então, se você quer ver sua loja prosperar com a oferta de pagamento através do crediário próprio, não perca tempo e comece a usar o cadastro positivo em suas análises de risco! 

Publicado por: Milton Goetten de Lima