7 dicas de negociação com fornecedores que todo lojista precisa conhecer

7 dicas de negociação com fornecedores que todo lojista precisa conhecer

Muitas pessoas acham que a ideia de negociar é algo negativo, como se o negociador estivesse tentando se aproveitar do outro ou tirar alguma vantagem.

Mas quem trabalha com comércio sabe que isso não é verdade. Especialmente no meio empresarial, negociar com fornecedores e clientes é uma estratégia extremamente eficaz para obter vantagens competitivas.

A questão é saber como passar pelo processo de negociação sem atrito com o fornecedor, buscando encontrar soluções que beneficiem tanto a empresa dele quanto a sua loja.

Negociação com fornecedores é bom para a saúde financeira?

Uma empresa precisa sempre levar em consideração seus interesses financeiros ou acabará com pouco capital disponível para investimentos.

Tendo como meta os objetivos estratégicos do seu negócio, você deve conduzir a negociação com fornecedores para obter condições de pagamento mais favoráveis, descontos e até prazos melhores.

Portanto, não tenha medo de negociar!

Sempre há alguma coisa negociável na relação com um fornecedor. Na maioria das vezes você vai conseguir preços ou condições melhores na compra de certos insumos.

Basta tentar.

Saiba com quem você pode negociar preços

É claro que não é possível ser completamente irredutível em uma negociação com fornecedores. Mas o fornecedor, assim como você, também possui seus custos fixos e precisa ter alguma lucratividade da venda.

Portanto, é importante analisar cuidadosamente a situação da outra empresa ou prestador de serviço na hora de negociar.

Você não quer exagerar na pechincha e desagradar seu fornecedor, não é mesmo?

Um dos fatores que mais influenciam na negociação é a urgência pelo produto negociado. Empresas que precisam do insumo em um prazo curto ficam em situação de desvantagem diante de um fornecedor.

Por isso, o ideal é resolver as compras com uma pequena antecedência para dar tempo de negociar valores e conseguir o melhor acordo.

Além disso, lembre-se que comprar produtos em pequenas quantidades e de fornecedores que nunca trabalharam com você costuma custar mais caro.

Como o relacionamento ainda não foi construído com a outra empresa, o vínculo de confiança e abertura para negociação é menor. Com o tempo, eventualmente, você terá condições de negociar preços e condições especiais.

7 dicas para você negociar com o seu fornecedor

Depois de entender como a negociação com fornecedores afeta uma empresa, chegou o momento de conhecer algumas técnicas que podem ajudar você nessas situações.

Se você aplicá-las sempre que for adquirir produtos ou serviços de seus fornecedores, vai perceber em pouco tempo uma mudança positiva na saúde financeira da sua loja.

São dicas muito práticas e que podem ser facilmente aplicadas em um negócio como o seu.

Anote aí:

1- Construa relacionamento

Para quem você está mais propenso a fazer um favor: para um amigo próximo ou para alguém que acabou de conhecer na rua?

Certamente para um amigo, não é?

Afinal, ele já possui um relacionamento com você e também consegue te deixar mais confortável na hora de conversar.

É exatamente por isso que as empresas devem fortalecer o relacionamento com seus fornecedores. Quanto mais confiança existir entre as partes, mais confortáveis elas estarão para negociar e menos sujeitas a pensar que o outro “só quer tirar vantagem”.

2- Entenda a necessidade do outro lado

Lembre-se: você está negociando com outra empresa, que tem seus próprios objetivos. E estes objetivos devem ser alcançados para que a sua proposta seja aceita.

Isso quer dizer que, para saber como convencer um fornecedor, você precisa entender o outro lado.

O bom negociador precisa encontrar as perguntas certas para conseguir o melhor preço, mostrando ao outro que está fazendo isso para ajudá-lo a atingir seus objetivos também.

Tenha em mente que, em muitas empresas, os vendedores têm uma quantidade de desconto e são autorizados a concedê-los aos comerciantes. É uma forma de evitar a perda de vendas para marcas concorrentes.

3- Elabore estratégias

Dizer que uma boa estratégia muda toda a negociação parece óbvio, mas é verdade e muitos compradores esquecem disso.

Existem diversas técnicas de negociação em compras e cada uma pode ser aplicada de um jeito, dependendo do fornecedor.

Quem já possui uma relação sólida com o fornecedor e passou por outras negociações consegue elaborar a estratégia com mais facilidade. Nesse caso, é possível perceber quando é possível conseguir mais vantagem, deixando o fornecedor expôr seu limite ou forçosamente falando sobre o valor que pretende pagar.

Estabelecer a estratégia, antecipadamente também impede que você se perca na negociação, além de garantir seus objetivos, mesmo se o outro demorar um pouco a aceitar.

4- Mantenha uma discussão profissional

A negociação com fornecedores é um processo puramente racional e profissional. Tratá-la como um indivíduo enfrentando um adversário torna a situação emocional e deixa brechas para erro.

Quando alguém traz seu lado pessoal para o momento de negociar com fornecedores pode acabar destruindo um relacionamento que levou meses (em alguns casos, anos) para ser construído.

Um bom negociador deve se manter sempre equilibrado e pensar com cuidado nas palavras que usa para fazer suas propostas. Em vez de cometer erros que potencialmente prejudiquem o resultado, é preciso estar neutro e atento à situação.

Lembre-se que seu fornecedor não é um inimigo a ser combatido, mas um parceiro.

É claro que ele também representa interesses comerciais. Mas, com a negociação certa, ambas as partes podem sair ganhando.

5- Observe a postura corporal durante a negociação

O corpo fala. Basta saber observar seus sinais e o negociador conseguirá uma vantagem estratégica.

A postura, por exemplo, mostra quando alguém tem uma abordagem mais agressiva. Ela pode causar desconfiança na outra parte e prejudicar os resultados.

Observar a linguagem e postura corporal do outro também é importante. Geralmente, o interlocutor dá sinais quando algo o desagrada ou quando você está chegando perto de uma proposta interessante.

Quando alguém se aproxima e faz sinais positivos com cabeça e mãos, por exemplo, ele está interessado. Se afastar fisicamente, no entanto, significa desconforto e pode mostrar que a negociação não está indo bem.

6- Mostre outras opções de fornecedores

Muitas vezes, fornecedores aumentam o desconto para evitar perder um cliente fiel. Por isso, uma forma de conseguir vantagem na negociação com fornecedores é deixar sempre claro que você tem uma outra opção.

No entanto, isso não pode ser um blefe.

Realmente orce e negocie o produto com outras empresas antes de abordar sua opção principal para ter melhores argumentos.

Mas não tente depreciar o produto ou serviço do seu fornecedor comparando-o com o outro. Apenas mostrar que tem uma opção B é o suficiente.

Afinal, você ainda quer obter benefícios dessa negociação!

7- Decline a primeira oferta

Quase nunca a primeira oferta é o melhor que um fornecedor pode apresentar. Por isso, basta dizer não à ela e você dará início a uma negociação.

Logo depois, faça uma contra oferta ou peça ao fornecedor para oferecer um preço menor.

A contra oferta precisa estar acompanhada de vantagens para o fornecedor. Alguns exemplos incluem número de vendas futuras que podem ser fechadas, um aumento no volume do pedido ou mesmo a manutenção de uma parceria comercial antiga.

Usando todas essas estratégias de negociação, a compra será mais vantajosa para ambas as partes e o relacionamento torna-se mais duradouro.

Comece a aplicá-las em seu dia a dia e veja a diferença!

Publicado por: Rede Brasil Crediário