Etiqueta de venda: como tornar o preço na etiqueta mais atrativo

Etiqueta de venda: como tornar o preço na etiqueta mais atrativo

Você sabia que a etiqueta de venda pode fazer com que o cliente opte pela compra de um determinado produto? A forma que as informações são dispostas pode transmitir a ideia de ser um negócio imperdível.

Essa estratégia de marketing consiste em atuar no psicológico do consumidor. O objetivo não é enganá-lo, mas sim levá-lo à ação, ou seja, a realizar a compra.

Neste artigo, você vai ver o que deve conter em uma etiqueta de venda e entender porque a forma de expor o preço faz tanta diferença na obtenção de resultados positivos. Boa leitura!

Por que o preço da etiqueta de venda influencia na compra?

A apresentação do produto e do preço afeta a forma com que o cliente processa a informação. 

Se a etiqueta destaca o valor parcelado, por exemplo, o consumidor visualiza o preço menor. Logo, a compra parece mais vantajosa para ele, visto que a dor de gastar dinheiro reduz substancialmente. 

O layout da etiqueta também pode influenciar. A informação deve ser:

  • Clara: O consumidor deve entender facilmente e rapidamente o que está escrito na etiqueta. Logo, é importante evitar abreviaturas que necessitem de interpretação ou cálculo;
  • Legível: Os dados não podem estar apagados, pois isso pode gerar desinteresse;
  • Precisa: Independentemente da técnica de marketing utilizada na etiqueta de venda, a informação deve ser exata e verdadeira;
  • Ostensiva: É essencial que ela seja facilmente perceptível e induza à ação.

Conheça algumas técnicas que podem ser determinantes para a compra de um determinado produto!

Como melhorar a exposição de etiquetas em produtos?

Evite preços redondos

Uma das técnicas mais utilizadas no varejo para precificar os produtos é a redução de um centavo, o famoso “0,99”. Essa estratégia cria a sensação de que eles estão mais baratos, visto que o cérebro está acostumado a prestar mais atenção ao número da esquerda, deixando os centavos de lado.

Logo, se o cliente vê o preço R$ 99,99, ele está predisposto a entender R$ 99,00 e não R$ 100,00. Essa idéia de desconto minimiza, ainda, o sentimento de culpa por estar realizando a compra.

Foque em valor parcelado

Destacar o preço em parcelas faz com que o consumidor tenha a sensação de estar pagando menos por ele. Quando associado ao crediário da loja, se torna uma ferramenta poderosa de fidelização. Portanto, prefira sempre esse formato que comparado ao parcelamento do cartão não traz de volta o cliente na loja.

Suponha que o valor total seja R$ 700,00 e ele pode ser parcelado em 10 vezes. Se o destaque for R$ 70,00, as chances de compra são muito maiores. Afinal, esse valor é mais atrativo, pois passa a idéia de não estar tão caro.

Neste exemplo, o valor total após o parcelamento é o mesmo. Porém, na maioria das vezes, a soma das parcelas supera o preço à vista. Da mesma forma, o desejo de adquirir um produto é ativado quando existe a possibilidade de comprá-lo por “pequenas” parcelas mensais e que podem ser administradas facilmente no orçamento.

Adicione contraste visual nas promoções

Para que uma promoção seja eficiente, ela precisa atrair a atenção dos consumidores. Logo, na hora de adicionar a etiqueta de preço em produtos, pense em alternativas para diferenciar das demais peças.

É possível adicionar cores na etiqueta e modificar ou aumentar a fonte, por exemplo. O que importa é fazer com que as pessoas entendam que se trata de uma promoção assim que se deparam com ela.

Prefira descontos em porcentagem

Essa técnica mexe basicamente com o psicológico do consumidor. Imagine que você quer um produto que, originalmente, custa R$ 30,00. Qual desconto você prefere: 20% ou R$ 6,00?

Apesar das duas opções se referirem ao mesmo valor, a tendência é que a escolha recaia sobre os 20%. Isso ocorre porque 20 é maior que 6 e, portanto, o subconsciente imagina que o desconto também é maior.

Logo, incorpore na etiqueta de venda o desconto em percentuais, pois ele atrai mais olhares e o consumidor se sentirá realmente beneficiado.

Outros fatores que podem elevar as vendas

Além de pensar na apresentação do preço na etiqueta de venda, é importante dar uma atenção especial na organização da loja e em outros fatores que podem elevar as vendas.

Uma técnica que vem demonstrando eficácia é a de ancoragem. Ela consiste em dispor o produto próximo a outro mais caro, para criar a sensação de ser mais em conta.

Imagine que você deseja vender uma blusa que custa R$ 59,99. A dica é colocar ao lado de outra peça cujo preço é R$ 79,99, para que ela se torne mais atrativa.

Uma conduta que pode afastar os consumidores é ofertar produtos com preços “a partir de”. Por exemplo, dispor diversos produtos em araras e vitrines sem indicar seu preço à vista, apenas mostrando que eles partem de determinado valor.

Essa estratégia ainda é muito utilizada, porém, pode trazer resultados negativos. Isso porque, como o consumidor foi atraído pelo valor mínimo, pode se frustrar caso não encontre facilmente algum produto nessa faixa de preço. Logo, são grandes as chances de sair da loja sem nada.

Outra dica de ouro é diversificar a forma de pagamento. Apesar do parcelamento ser um grande atrativo na hora de pensar na etiqueta de um produto, devido ao fato do valor menor atrair a atenção, é possível oferecer desconto para pagamento à vista. Este formato permite que se tenha dinheiro em caixa rapidamente, ampliando o poder de compra junto a fornecedores.

A opção de crediário também é considerada um grande atrativo. Isso porque o cliente pode escolher a quantidade de parcelas, enquanto o lojista paga menos juros e tem a garantia de que o valor será depositado mensalmente.

Repense a etiqueta dos seus produtos!

Se você quer atrair o seu consumidor e, principalmente, elevar as vendas, é preciso dar uma atenção especial ao que deve conter em uma etiqueta de produto. 

Destaque o valor que seja mais atrativo, chame a atenção para o desconto e lembre-se que ninguém gosta de ser enrolado. Ou seja: trabalhe com promoções reais ou o seu consumidor sairá correndo para nunca mais voltar.

Quer mais dicas para obter sucesso no seu negócio? Continue no nosso blog

Publicado por: Milton Goetten de Lima