Como está a gestão de estoque na sua loja?

Como está a gestão de estoque na sua loja?

Muitos falam sobre a importância de organizar a frente de loja para conseguir bons resultados em qualquer comércio.

No entanto, muitos esquecem que a gestão de estoque é parte importante da operação no varejo e que também merece atenção.

A verdade é que um bom controle de estoque impacta todos resultados do seu negócio. Desde a satisfação do consumidor até a lucratividade. Sabendo disso, será que ainda é possível continuar a trabalhar sem realizar uma gestão adequada? Com certeza, não!

Independentemente do modelo de gestão de estoque escolhido, o que importa é encontrar uma maneira de melhorar a organização dos “bastidores” da loja e se tornar mais competitivo.

Problemas comuns na gestão de estoque

Quem ainda pensa que pode deixar para depois a organização do seu estoque está insistindo no erro. Ter esta área bem controlada é tão importante que pode refletir positiva ou negativamente em todos os processos dentro de uma loja.

Sem uma gestão de estoque eficiente, alguns problemas graves podem surgir no seu negócio, como você pode conferir abaixo:

Baixo giro

Durante a negociação com o fornecedor, a quantidade de produtos comprados tem forte influência no preço final. Por isso, alguns empreendedores buscam obter preços mais acessíveis comprando em grandes quantidades.

Não existe problema em agir assim, contanto que haja planejamento para não acabar com baixo giro no estoque por causa disso.

Um varejista pode comprar grandes quantidades do lançamento de um fornecedor e acabar com quase tudo parado em estoque. Se o mercado não aceitar o produto dificilmente ele sairá da sua loja, mesmo com várias promoções e ofertas.

Se a compra for feita sem planejamento, o resultado é um estoque parado por longos períodos e gerando prejuízo.

Quando mercadorias ficam muito tempo estocadas, elas sofrem depreciação. Seu valor de mercado cai e a margem de lucro que o comerciante teria com ela também.

Por isso, é importante criar técnicas de gestão de estoque que evitem a falta de giro.

Dificuldades para atender demanda

Imagine uma loja que está com grande número de vendas e se tornando cada vez mais popular. Existe um fator que pode prejudicar seu desenvolvimento: a falta de estoque para atender a demanda.

Isso pode acontecer porque os níveis de produtos estocados estavam baixos para o período ou por problemas de reposição. Tudo isso se resolve com uma boa gestão de estoque.

Problemas de reposição

A reposição é uma dificuldade para empresas de qualquer ramo do comércio. Em parte, ela depende da atuação do seu fornecedor, que combina as datas de entrega.

Mas ter um bom planejamento e gestão de estoques também ajuda a acelerar a reposição e fazer com que níveis de estoque não sejam mais um problema constante.

Perdas financeiras

Perder dinheiro. Este é o resultado de todos os problemas de gestão de estoque apresentados acima. As perdas podem acontecer através da depreciação de produtos parados, erros de cálculo ou até mesmo furtos eventuais.

Deixar de vender tanto quanto poderia por causa de um estoque desorganizado também é um problema comum, mas que deve ser evitado.

Como fazer a gestão de estoque

Percebeu a importância da gestão de estoque e como isso pode impactar o negócio? Então está na hora de começar a fazer seu controle.

Comece separando os itens por tipo para se orientar nesse processo. Crie uma ficha de estoque para registrar a quantidade, custo total e unitário de todos os produtos. É preciso recalcular os itens na ficha de estoque periodicamente.

Confira se o que está anotado na ficha está de acordo com o estado físico dos itens. Algum problema nessa etapa? Faça a contagem dos estoques novamente para ter certeza do resultado.

Tipos de gestão de estoque

O tipo de gestão de estoque mais adequado para cada negócio varia de acordo com seus produtos. Guardar alimentícios é diferente de armazenar plásticos, roupas ou aparelhos eletrônicos.

Os modelos de gestão variam da mesma forma, sempre com o objetivo de se adaptar da melhor forma aos produtos armazenados.

Tradicional

A gestão de estoque tradicional é recomendada para empresas que possuem demanda recorrente. Elas não experimentam grandes altas ou baixas de venda na maioria dos períodos. Mesmo assim, precisam de um controle rigoroso para garantir a lucratividade.

No modelo tradicional, para isso, basta fazer o pedido de reposição de mercadorias e armazená-las para uso futuro. Um dos maiores desafios da gestão tradicional é evitar os problemas citados acima, como a falta de giro e a dificuldade de reposição.

Compartilhado

É um modelo parecido com o tradicional, mas utilizado para combinar a armazenagem de lojas físicas e online. O estoque, nesses casos, é central e atende todas as lojas próximas.

Assim, o comerciante não precisa ter um grande estoque na própria loja. Quando precisar de um produto, basta consultar a central e fazer o pedido.

Estoque com terceiros

Seu negócio não tem espaço o suficiente para armazenar todo o estoque do qual precisa? O modelo de gestão de estoque com terceiros pode solucionar essa dificuldade.

Nesses casos, a empresa contrata um operador logístico especializado, que trabalha com a armazenagem, embalagem e entrega dos produtos. É bastante econômico.

Drop shipping

Drop shipping é um método utilizado quando o lojista não possui estoque próprio de produtos. Em vez disso, ele realiza a gestão de estoque de parceiros e obtém vantagens na compra para revenda.

Quem utiliza drop shipping nem sequer precisa ter a mercadoria em loja. O método utiliza somente o armazém do parceiro, de onde a mercadoria parte para entrega ao consumidor.

Consignado

O estoque consignado é uma excelente opção para contornar o problema de falta de giro. Nele, o fornecedor deixa um estoque em consignação com o lojista, que deve tentar vendê-lo durante um período predeterminado.

Depois desse tempo, o lojista precisa fazer o acerto com o vendedor. Caso parte dos produtos não seja vendida, ele pode devolvê-lo ao fornecedor e acertar somente o que vendeu.

A desvantagem desse método de gestão de estoque é a necessidade de mais trabalho. O lojista precisa lidar com a entrega das mercadorias na hora da concessão e também embalar e prepará-las para a devolução.

As possibilidades para gestão de estoque são imensas. Elas ajudam a economizar e melhorar a lucratividade da empresa. Por isso, está na hora de começar.

Defina um método para o seu negócio ou se você começará somente fazendo um levantamento do estoque para se organizar.

O importante é fazer a gestão e continuar aperfeiçoando esse processo!

Publicado por: Rede Brasil Crediário