Benchmarking no varejo: como utilizar essa estratégia

Benchmarking no varejo: como utilizar essa estratégia

Você anda espiando seus concorrentes para ver o que eles estão fazendo? Pois deveria!

Conhecer outras marcas e lojas do mesmo nicho que o seu é uma forma de entender quais estratégias utilizadas estão dando certo. 

Com isso, essas estratégias podem se tornar referências a serem aplicadas no seu negócio para conseguir cada vez mais sucesso. Essa é a ideia do benchmarking no varejo!

Não sabe bem o que é isso? Calma! Separamos neste artigo algumas dicas para te ajudar a utilizar essa estratégia.

Qual é o objetivo do benchmarking?

O objetivo do benchmarking no varejo, como mencionado, é levantar informações sobre os concorrentes que podem ser úteis para o seu negócio. Podem ser estratégias que funcionam bem e também falhas ou problemas enfrentados que podem melhorar. 

Nesse sentido, procura-se avaliar técnicas mercadológicas ou até práticas de gestão interna. Quem vai definir essas especificidades é você, de acordo com o que você gostaria de analisar. 

Depois de definir o seu objetivo com o benchmarking, é preciso selecionar os concorrentes que gostaria de investigar e partir para a análise.

Como utilizar a estratégia

Para utilizar o benchmarking no varejo, já sabemos que é preciso estabelecer objetivos. Depois disso, é hora de investigar. Aqui separamos alguns passo para aplicar a estratégia:

Acompanhe serviços e produtos dos concorrentes

Uma opção é acompanhar os serviços oferecidos, verificando as inovações que podem ser implementadas na sua loja, como entrega à domicílio, programas de fidelidade, entre outras opções.

Além dos serviços, também é importante verificar os produtos, notando como as outras lojas estão diversificando as ofertas. Muitas vezes isso pode ser feito até pelas redes sociais ou pelo site do concorrente.

Mas se não tiver muitos detalhes online, você pode optar por um cliente oculto…

Utilize um cliente oculto

O cliente oculto é um dos recursos utilizado no benchmarking que serve para observar bem de perto a concorrência. 

Nesse caso, um cliente misterioso pode ir até o estabelecimento para observar aspectos de visual merchandising, como é o atendimento, quais técnicas de vendas utilizam, o que a loja faz para promover uma experiência diferenciada ao cliente, entre outros detalhes.

Muitas vezes não precisa ser alguém contratado para executar essa função, pode ser um colaborador ou o próprio dono do estabelecimento, desde que tenha a capacidade de analisar criticamente e siga o planejamento.

No planejamento dessa estratégia, é importante destacar os objetivos da empresa. Se a loja quer melhorar o processo de atendimento, por exemplo, visitando os concorrentes, é isso que será observado e analisado.

No momento da execução, é importante que a visita às lojas seja bastante natural. O cliente oculto vai de fato fazer uma compra e registrar tudo o que acontece desde o momento em que entra na loja até a saída.

Depois de coletar informações, seja com um cliente oculto ou acompanhando os canais digitais dos concorrentes, é hora de avaliar os pontos positivos e negativos. 

Identifique os pontos fortes e fracos dos concorrentes

Avalie, então, o que seu concorrente tem feito que é muito positivo. Se tiver utilizado um cliente oculto, o ideal é que seja feito um relatório para ser avaliado posteriormente. 

Normalmente, os pontos fortes são tudo aquilo que faz o concorrente se destacar, e os fracos, aquilo que o distancia muito dos padrões do mercado.

Ao definir esses pontos, veja como isso pode ser usado ao seu favor. Talvez vocês tenham algum ponto fraco em comum que você possa procurar melhorar ou há algum ponto forte nele que você pode otimizar e aplicar no seu negócio. 

Inspire-se, não copie e aplique melhorias

Ao aplicar a estratégia de benchmarking no varejo, lembre-se de que não se trata de copiar o que os seus concorrentes fazem. Mas, sim, de se inspirar nos pontos fortes e tentar otimizar suas estratégias de acordo com isso.

O objetivo, de modo geral, é otimizar seus produtos, serviços e processos e tornar o seu negócio mais competitivo. Então, busque aprender com seus concorrentes em vez de simplesmente copiar.

Gostou dessas dicas? Continue a leitura: entenda porque as lojas com crediário próprio se destacam no mercado.

Publicado por: Milton Goetten de Lima