Como ganhar mais vendendo no crediário no Natal

Como ganhar mais vendendo no crediário no Natal

O Natal se aproxima e o desejo de todo lojista é que o fluxo de clientes na loja aumente e as vendas sejam ainda melhores.

Nesse contexto, as lojas com crediário próprio se destacam, já que essa é uma opção de pagamento muito chamativa e com várias vantagens para aumentar as vendas da loja. 

Mas saiba que isso pode ficar ainda melhor se você se preparar bem para a data. Pensando nisso, neste artigo, listamos as principais dicas para vender mais no crediário no Natal. Segue a leitura!

Faça promoções exclusivas no carnê

Para vender mais no crediário no Natal, você pode incentivar as compras nesse modo de pagamento. Uma forma de fazer isso é oferecendo promoções exclusivas para quem comprar no carnê da loja. 

Comece treinando sua equipe de vendas para que estejam todos bem alinhados e preparados para esclarecer sobre essas condições exclusivas. 

E, por fim, faça com que a promoção seja apresentada de forma bem chamativa e convincente ao cliente, fazendo com que ele pense melhor antes de pagar e escolher outra opção.

Uma vantagem de vender no crediário nessa data é que o fluxo de clientes na loja acaba aumentando em janeiro e fevereiro, meses que são historicamente mais fracos. Com a necessidade de voltar para pagar as parcelas, clientes voltam e geram maior movimento. 

Trabalhe com descontos progressivos

Outra opção, além das promoções exclusivas para o carnê, é criar descontos progressivos. Aproveite o clima do Natal, em que vários consumidores estão comprando presentes, e leve propostas irresistíveis aos consumidores. 

No caso dos descontos progressivos, quanto mais o cliente compra, mais descontos ganha. Comprando duas peças, por exemplo, a segunda pode sair com o preço mais baixo. 

Assim, o cliente tem a sensação de estar fazendo um bom negócio economizado e o ticket médio de venda, consequentemente, sobe.

Use o histórico dos cliente para criar promoções

Vendendo no crediário, uma grande vantagem é obter dados e histórico dos clientes com o cadastro e registro. A partir dessas informações, é possível entender melhor o comportamento dos consumidores, identificando, por exemplo, quais são as preferências deles, o que cada um costuma comprar na sua loja.

Sabendo disso, você pode criar promoções personalizadas de acordo com essas preferências. Caso um cliente sempre volte para comprar determinado tipo de peça de roupa, você pode criar promoções e divulgá-las encaminhando via WhatsApp, por exemplo. 

Também é comum encontrar nos cadastros outras pessoas de contato. Por isso dizemos que para cada cliente comprador existem pelo menos 3 possíveis novos clientes, que podem ser o cônjuge, a mãe, o pai, entre outros.

A partir disso, é possível criar políticas de descontos por indicação, em que indicador e indicado são beneficiados.

Em resumo, identifique essas informações valiosas e o comportamento de compra dos seus clientes fiéis e invista em promoções criativas e irresistíveis!

Trabalhe com uma entrada no ato da compra

Quando não há muita segurança sobre vender ou não vender para determinado cliente no crediário, uma possibilidade é pedir um valor de entrada. Com isso, minimiza-se a possibilidade de grandes perdas e inadimplência. 

Nesse caso, primeiramente realiza-se a análise de crédito. Em seguida, caso verifique que um cliente apresenta risco elevado, mas mesmo assim queira vender, é preferível pedir pelo menos 50% do valor na hora da compra, como forma de entrada. E o restante das parcelas ficam de acordo com o perfil de risco.

Mas saiba que toda essa insegurança pode ser evitada se souber identificar quando vender e quando não vender – que, aliás, é nossa próxima dica!

Saiba quando não vender no crediário

Em uma venda no crediário, antes de qualquer outra coisa, é importante identificar quando não se deve vender nesse modelo de pagamento, afinal, o cliente pode apresentar perfil de risco. Para isso, então, é importante identificar esse perfil.

Para começar, você deve consultar o cadastro de inadimplentes de órgãos como SPC Brasil ou Serasa antes de aprovar uma venda. 

E no momento da compra, deixe claro ao cliente a necessidade da consulta e do processo de análise de crédito. 

Mantenha sempre as regras bem claras e explicadas, pode ser até por meio de um cartaz impresso na loja explicando como funciona a liberação de crédito. 

Vale dizer que é importante manter bastante cautela até mesmo ao vender para clientes conhecidos que, a princípio, parecem ter baixo risco.

Lembre-se que o melhor a fazer, em todo caso, é uma boa análise de crédito para se certificar que é uma venda confiável…

Sempre faça análise de crédito

Em qualquer época do ano e para qualquer cliente, a regra mais importante para vender no crediário é fazer a análise de crédito.

Essa análise permitirá que você identifique a situação financeira do cliente, protegendo sua loja da inadimplência.

A melhor opção, nesse caso, é contar com uma ferramenta completa de gestão de crediário. Com ela, a análise e a aprovação do crédito acontecem de forma rápida e automatizada, sem cansar o cliente.

E, por falar em tecnologia…

Conte com ferramentas tecnológicas

Para fazer com que as vendas no crediário sejam ainda mais ágeis, seguras e eficientes, o ideal é contar uma ferramenta completa de gestão de crediário. 

Com ela, você tem acesso a um score de crédito que classifica o risco de inadimplência do cliente no momento da venda. Tudo feito de forma totalmente automatizada, em poucos segundos e sem interferência humana.

E você não precisa se preocupar com nada, apenas com as vendas. As administradoras ligadas à Rede Brasil Crediário cuidam da cobrança e garantem o pagamento integral das suas vendas mesmo quando o cliente deixa de quitar alguma parcela do crediário.

Clique aqui e conheça mais vantagens do nosso sistema!

Publicado por: Milton Goetten de Lima