5 dicas para vender calçados e confecções

5 dicas para vender calçados e confecções

Últimos posts por Milton Goetten de Lima (exibir todos)

Você pensa em começar a vender calçados e confecções? Ou já tem uma loja e quer atrair mais clientes e vender mais? Se a resposta for positiva, então, este texto é para você!

Uma loja de calçados e confecções que mantenha boas práticas de vendas terá sucesso garantido. 

Para isso, é preciso pensar bem no seu cliente, reconhecer as necessidades dele e oferecer a melhor experiência em todos os âmbitos. 

Para te ajudar nisso, separamos 5 dicas especiais para você vender calçados e confecções bem. Continue a leitura!

1. Defina e conheça seu público

Antes de vender qualquer tipo de mercadoria ou serviço é importante definir bem quem será seu público. 

No caso dos calçados e confecções, isso se torna importante principalmente para conhecer os potenciais consumidores e oferecer os produtos que combinem com o perfil deles – roupas masculinas ou femininas, por exemplo.

Pense no cliente como a pessoa que ele é, isto é, alguém que possui paixões, preferências, desejos e necessidades. Quanto mais você conhecê-los, mais fácil será de oferecer o que eles precisam.

Para conseguir identificar detalhes sobre os clientes, você pode realizar um cadastro completo na primeira compra, incluindo nome, endereço, idade e, posteriormente, o histórico de compras e preferências.

Com todos esses dados, o lojista pode dividir os consumidores por categorias e realizar campanhas com as especificidades de cada uma, atingindo muito mais os clientes.

2. Garanta atendimento de qualidade

No momento de vender calçados e confecções diretamente, o atendimento marca bastante o relacionamento entre loja e cliente. Por isso, é preciso garantir qualidade tornando a experiência do cliente a melhor possível. 

Para isso, a loja precisará treinar bem a equipe para que todos os lojistas forneçam um atendimento excelente. Deve-se treinar a boa comunicação, a paciência e também a simpatia.

Além disso, é importante manter os funcionários bem motivados, já que isso influenciará diretamente no modo como atuam no atendimento. Isso pode ser feito, por exemplo, com bonificações. 

3. Mantenha o ambiente cativante

Para vender calçados e confecções, manter o ambiente cativante é fundamental. Invista em boa iluminação e disponha os móveis de forma organizada e que facilite a circulação das pessoas. 

Pensando nisso, uma grande opção é apostar no visual merchandising, uma ferramenta de marketing que usa estratégias visuais para elaborar a identidade da loja.

Saiba, entretanto, que não se trata apenas de uma bela vitrine de calçados ou roupas e, sim, a criação de uma experiência única para os clientes em relação ao espaço da loja como um todo.

Com boas técnicas, cria-se um relacionamento único entre cliente e marca e um ambiente propício a compras. Para aplicar essa técnica, você pode levar em consideração as tendências do momento e também a sazonalidade, identificando as estações e os eventos. 

Outro ponto relevante é fazer com que o ambiente desperte os sentidos dos consumidores. Para isso, use o marketing sensorial, estimulando os cincos sentidos do corpo humano. 

Para ilustrar essa estratégia, basta pensar em alguma loja que você já visitou e que tinha um cheiro bem singular a ponto de fazer você se lembrar dela. Ou, ainda, aquelas lojas que possuem playlists também marcantes.

4. Crie estratégias de vendas na internet

As redes sociais para lojas pequenas, médias ou grandes são ótimos lugares vender calçados e confecções. Com boas práticas, é possível aumentar as vendas e divulgar ainda mais a sua marca. 

Mas, antes de começar a fazer isso, é preciso planejar. Pense, novamente, no seu público-alvo, qual será a rede social que eles mais acessam?

Estude as plataformas e redes sociais disponíveis e procure aproveitar o melhor de cada uma. Caso utilize também estude-a procurando entender as boas práticas para apresentação e descrição dos produtos.

Optando por expôr seus produtos nas redes, crie uma estratégia para publicar com constância e realizar boas campanhas. 

No caso das vendas pelo Instagram, por exemplo, leve em consideração o formato da mídia, que é focada mais em fotos e com textos bem mais curtos.

Apostando no universo online, procure cadastrar sua loja no Google Meu Negócio também. Por lá, é possível inserir o endereço, telefone, site e horário de funcionamento, além de colocar fotos e apresentar descrições sobre seu negócio.

Fazendo isso, um cliente que esteja próximo à loja, ao procurar no Google por uma loja de calçados ou confecções com especificações como a sua, poderá encontrar o seu estabelecimento como sugestão.

5. Faça campanhas de fidelização 

Ao vender calçados e confecções, tenha em mente o poder da fidelização do cliente. A qualidade do entendimento e o investimento no ambiente da loja, por exemplo, são formas de garantir uma experiência impactante que faça com que o cliente fidelize, voltando sempre à loja para mais compras.

Além de voltar para comprar, os clientes bem impressionados acabam indicando a loja para outras pessoas, criando o famoso marketing boca a boca. Para incentivar isso, a loja pode criar campanhas de indicação. Nesse caso, ao indicar amigos, os clientes ganham alguma espécie de desconto ou brinde.

Dica bônus: ofereça diferentes formas de pagamento

Oferecer diferentes formas de pagamento ao vender calçados e confecções é super importante para que diferentes clientes possam comprar na sua loja.

Acontece que alguns clientes não têm nem mesmo o cartão de crédito como opção. Então, qual será a solução para a loja vender mesmo assim? O crediário próprio!

O crediário é uma ótima forma de atrair clientes por ser uma forma de pagamento mais flexível.  

Não é atoa que lojas com crediário próprio se destacam no mercado. Oferecendo essa opção o estabelecimento, além de obter taxas de juros menores que do cartão de crédito, atende diferentes públicos e estimula novas compras mesmo em períodos de crise.

Em resumo, ao vender calçados e confecções, deve-se ter sempre como foco o cliente, buscando a melhor experiência para ele em todos os níveis, desde o ambiente físico da loja até as diferentes alternativas no momento de compra.

Ainda tens dúvidas sobre as opções de pagamento? Então, que tal conferir as vantagens de vender no crediário?

Publicado por: Milton Goetten de Lima