Qual a melhor forma de fazer uma queima de estoque na sua loja?

Qual a melhor forma de fazer uma queima de estoque na sua loja?

Últimos posts por Milton Goetten de Lima (exibir todos)

Lidar com o excesso de mercadorias é um dos principais desafios de lojistas e comerciantes em geral. Esse problema pode ser intensificado quando a economia não anda bem, após datas comemorativas ou nas trocas de estação.

Nessas situações, um recurso eficiente é realizar queima de estoque. A ideia é promover ações promocionais na loja para estimular o giro de produtos e eliminar aqueles que estão “empacados”.

Para garantir que a queima de estoque vai surtir o efeito desejado, é importante planejar a ação com cuidado. É preciso, por exemplo, saber as épocas certas para realizá-la e analisar com cautela os descontos que podem ser oferecidos, para que, no final, sua loja não saia no prejuízo.

Por que é importante fazer queima de estoque?

Esse tipo de ação tem como objetivo estimular a circulação de mercadorias. Isso porque, quanto mais tempo elas ficam armazenadas em prateleiras e depósitos, maior é o período em que o dinheiro fica parado.

Com o recurso estagnado, o comerciante perde capital de giro, ficando impossibilitado de realizar investimentos em novos produtos ou em melhorias no estabelecimento.

As vantagens da queima de estoque não param por aí. Promoções tendem a atrair uma quantidade maior de clientes. Além de promover a venda pontual para eles, é uma oportunidade de fidelizá-los, instigando-os a voltarem outras vezes.

Além disso, a ação pode promover o aumento do ticket médio. Para isso, uma dica é criar kits promocionais ao invés de incentivar a venda avulsa dos produtos.

Qual a melhor época para fazer queima de estoque?

O melhor momento é aquele vantajoso para ambas as partes. Ou seja, para o cliente, que terá a oportunidade de economizar, e para o varejista, que poderá renovar o estoque e aumentar suas vendas.

As datas comemorativas são ótimas oportunidades, pois, ao natural, já movimentam o setor varejista. Entre elas, destacam-se:

  • Páscoa;
  • Dia das mães;
  • Dia dos pais;
  • Dia dos Namorados;
  • Natal;
  • Dia das crianças;
  • Black Friday.

O período de baixa procura, como após as festas de final de ano, também pode ser interessante. Isso porque a queima de estoque oferece a oportunidade para o cliente adquirir os produtos desejados por preços que se adaptam ao orçamento.

É importante, porém, delimitar o período em que a ação estará em vigor para não descaracterizar a liquidação. Esse limite pode ser por tempo ou enquanto durarem os estoques.

Como definir o valor do desconto?

O preço cobrado pelas mercadorias deve ser atrativo e, ao mesmo tempo, precisa pagar os custos fixos da loja. Afinal, o objetivo é não sair no prejuízo.

Para isso, o ideal é fazer um levantamento de todos os custos que envolvem a venda, como:

  • Produto;
  • Funcionários;
  • Divulgação;
  • Gastos da loja, como contas, aluguel e manutenção;
  • Impostos;
  • Operações;
  • Logística.

Com essa análise, é possível chegar a um desconto compatível com a realidade do seu negócio e que também movimenta o mercado.

Após essas análises, é hora de promover a queima de estoque em si. Veja o que não pode faltar nas ações promocionais na sua loja!

6 dicas para uma queima de estoque de sucesso

1. Determine os produtos que serão ofertados

O primeiro passo consiste em definir quais itens serão incluídos na promoção. Priorize aqueles que estão em excesso no estoque, ultrapassados ou que podem ter uma aceitação melhor do público.

A principal dica é deixar os lançamentos de fora. Isso porque, caso seja concedido desconto, dificilmente o cliente irá pagar mais caro depois. Além disso, eles darão prioridade aos produtos mais novos, deixando os mais antigos nas prateleiras, e isso vai contra o objetivo da queima de estoque.

2. Defina o seu público-alvo

Essa definição direciona todas as ações de marketing e venda. Se o seu objetivo é atrair consumidores antigos, é essencial acessar os cadastros, entender as dores dos seus consumidores e desenvolver uma comunicação direcionada.

Caso a queima de estoque tenha o intuito de conquistar novos clientes, é importante conhecer suas necessidades e ofertar produtos que sejam de seu interesse. As redes sociais podem auxiliar o lojista nesta área!

3. Crie combos promocionais

A montagem de combos torna possível vender mais produtos de uma vez só. Desta forma, além de limpar o estoque, ainda aumenta o ticket médio e cativa a clientela.

Algumas modalidades comuns de promoções são:

  • Compre dois leve três;
  • Compre um item e pague 50% menos na segunda unidade;
  • Adquira tal produto e leve outro de presente.

Os descontos progressivos também são opções atrativas. Afinal, quanto mais o cliente comprar, mais desconto ele terá. Neste caso, é essencial definir um limite de desconto para que a loja não saia no prejuízo.

Oferecer brindes também pode ser uma forma de queima de estoque. É possível dar um produto específico nas compras acima de determinado valor, por exemplo.

4. Faça uma boa divulgação

De nada adianta criar descontos incríveis se o seu público não ficar sabendo deles. Logo, capriche na divulgação em diferentes formatos, como:

  • Cartazes;
  • E-mail marketing;
  • SMS;
  • Anúncio nas redes sociais;
  • Adesivos na vitrine.

Porém, lembre-se que a divulgação da liquidação deve ser clara e objetiva, para evitar incômodos e insatisfações. Afinal, é desagradável ser atraído por um anúncio imperdível e, ao chegar na loja, descobrir que a oferta não condiz com o anunciado.

5. Dê uma atenção especial à decoração

Assim que o cliente chega na loja, ele precisa entender como, de fato, funciona a promoção. Demarque os itens participantes com cores ou delimite um lado ou prateleiras com as peças que estão com desconto.

O que importa é focar na organização e na clareza, a fim de permitir o fácil acesso à queima de estoque.

6. Ofereça formas de pagamento diferenciadas

Outro fator que pode fazer com que a queima de estoque seja um sucesso é permitir que os clientes paguem no crediário. Essa forma de pagamento possibilita que eles comprem mais, mesmo que não tenham se planejado especificamente para isso. Além disso, o crediário também ajuda na conquista de novos consumidores (atraídos pelos preços baixos) e na sua fidelização.

Este conteúdo foi útil para o seu negócio? Veja também como vender no crediário com segurança e melhore os resultados da sua queima de estoque!

Publicado por: Milton Goetten de Lima