Gerenciamento de estoque: 5 dicas para lojistas que vendem no crediário

Gerenciamento de estoque: 5 dicas para lojistas que vendem no crediário

Manter uma loja de portas abertas e fazê-la prosperar não é uma tarefa fácil mesmo em tempos favoráveis. Ela se torna ainda mais difícil com as flutuações da economia, a sazonalidade e a alta competitividade do mercado atual. 

Portanto, os lojistas devem estar cada vez mais atentos. É importante planejar cada detalhe de suas operações para otimizar seus processos, reduzir custos e evitar o desperdício de recursos.

Quando se fala em planejamento, redução de custos e desperdícios de recursos é impossível não pensar no gerenciamento de estoque. Afinal, este é um setor essencial que impõe algumas dificuldades ao gestor, mas que pode ser algo excelente se bem gerido.

A importância do gerenciamento de estoque e seus desafios

Lojistas frequentemente se deparam com problemas em seu estoque. Dentre os principais, podemos listar:

  1. Produtos encalhados se deteriorando;
  2. Extravios;
  3. Falta de mercadorias com alta demanda;
  4. Falta de espaço para armazenagem.

Tudo isto prejudica as finanças da empresa e a satisfação dos clientes. Afinal, produtos encalhados significam dinheiro preso que se desvaloriza ou se perde, prejudicando o seu capital de giro e rentabilidade.

Por outro lado, a falta de produtos com alta demanda significa que o cliente não encontrará o que procura, ficando insatisfeito e procurando um concorrente até achar o que deseja. Assim, perdem-se vendas, o faturamento diminui e a imagem da empresa é prejudicada.

Por isso, o estoque exige muita dedicação nas etapas de gerenciamento e planejamento para se manter saudável. Além disso, a necessidade de um controle de estoque adequado se intensifica se o crediário próprio for oferecido.

Afinal, as vendas a prazo podem demorar meses até que sejam pagas. Neste meio-tempo,  qualquer problema no giro de estoque, faturamento e capital de giro podem ser extremamente prejudiciais. 

Por isso, confira as seguintes dicas e deixe de sofrer com os problemas em seu estoque!

1 – Faça um planejamento baseado em dados sólidos 

Todo o planejamento de compras e reposição de estoque deve estar baseado em dados concretos para que o lojista compreenda este aspecto vital da empresa. Afinal, o gerenciamento de estoque baseado em “achismo” pode ser perigoso para a saúde do negócio. 

Então, ao planejar o estoque, faça uma análise de todo o seu histórico de vendas, observando os padrões de entrada e saída de produtos. Com isso, procure identificar variações sazonais e faça previsões da demanda futura. 

Além disso, esteja atento ao perfil de consumo do seu público-alvo e leve em consideração os indicadores de desempenho importantes para o seu estoque, como:

  • Índice de ruptura;
  • Giro de estoque;
  • Acuracidade de inventário;
  • Relatórios gerenciais; 
  • Cenário econômico atual.

Desta forma, você garante que todo o seu planejamento esteja pautado nas bases sólidas que os números podem lhe oferecer, evitando especulações infundadas. Assim, você sempre estará no controle da situação.

2 – Monitore seu giro de estoque e trabalhe com quantidades enxutas

O giro de estoque é um importante indicador para que você saiba o número de vezes em que seu estoque foi vendido e reposto em um determinado período de tempo. Portanto, quanto maior ele for, melhor é o desempenho do seu gerenciamento de estoque.

Este indicador lhe ajuda a identificar problemas na variedade dos produtos, oscilações sazonais na demanda e oportunidades de otimização. Logo, você pode utilizá-lo para gerenciar o estoque eficientemente e atingir o equilíbrio perfeito entre a demanda e a oferta de produtos.

Além de monitorar o giro de estoque total, analise também o giro de determinadas categorias e tipos de produtos. Sempre tentando identificar aqueles que são mais vendidos e os que possuem menor demanda. 

A partir destes dados, trabalhe com um estoque enxuto que prioriza a aquisição de produtos com maior giro e inclui apenas uma pequena quantidade das mercadorias com menor demanda. Dessa maneira, seu negócio manterá a variedade do estoque para atender a necessidade de todos os clientes.

3 – Cuide do seu capital de giro e leve em consideração os seus recebíveis

Estar sempre no controle do seu capital de giro é uma das melhores formas de promover uma gestão de estoque saudável e aproveitar as diversas oportunidades que surgem. Afinal, no decorrer do tempo ocorrem diversos momentos onde alguns produtos tem maior ou menor demanda devido a sazonalidade do mercado.

Se ela for negativa e a empresa experimentar uma baixa nas vendas, é importante ter dinheiro suficiente para suportar essa queda no faturamento e estar em dia com o pagamento de seus fornecedores. Se ela for positiva, é hora de fazer investimentos pontuais no estoque de produtos que mais vendem.

Nestes momentos de alta, é necessário ter capital de giro para investir e adquirir mais produtos com maior demanda sazonal. Assim, sua empresa aumenta o faturamento e garante a satisfação dos consumidores sazonais, ficando financeiramente preparada para os momentos de baixa nas vendas. 

Se a sua loja vender a prazo através de crediário próprio, vale a pena antecipar recebíveis nestes momentos. Desta forma, o seu capital de giro é aumentado no momento certo, permitindo que você aproveite todas as oportunidades da sazonalidade positiva para alavancar a lucratividade da sua empresa.

É importante ter sob controle os dados de inadimplência médios e ter um score de crédito que trabalhe a favor, para levar a análise de fluxo de pagamentos futuros já com a taxa de inadimplência descontada quando for olhar o fluxo de caixa.

4 – Invista em tecnologia na sua gestão de estoque

Os avanços tecnológicos não podem ser negligenciados quando o assunto é gerenciamento de estoque eficiente. É preciso investir em recursos tecnológicos que automatizem e integrem toda a gestão de estoque, reduzindo erros e garantindo uma ótima gestão.

Com um sistema de gerenciamento adequado você tem diversos benefícios, como:

  • Menor ocorrência de erros na entrada e saída de produtos;
  • Redução na ocorrência de extravios e deterioração de produtos;
  • Integração com seu setor financeiro;
  • Automação das operações do estoque;
  • Acesso a dados, indicadores e gráficos que facilitam sua tomada de decisão;
  • Alertas de necessidade de reposição de mercadorias.

Por isso, adquira um sistema de gerenciamento de estoque que lhe forneça segurança e desempenho adequados. Além disso, invista em softwares de gerenciamento financeiro, principalmente se a sua loja oferecer crediário próprio.

5 – Faça inspeções periódicas e não dê margem para erros

Uma gestão de estoque eficiente tem por objetivo atingir o máximo de desempenho, economizar recursos e reduzir desperdícios. Mas isso só pode ser assegurado se o lojista não der margem para a negligência.

Uma das melhores formas de fazer isso é utilizar um sistema informatizado de gestão de estoque, como já dissemos no item anterior. No entanto, mesmo com este tipo de recurso, o setor deve passar por inspeções periódicas, sejam elas diárias, semanais ou mensais.

Desta forma, você verifica se tudo está funcionando conforme o esperado, podendo identificar e corrigir rapidamente qualquer problema proveniente de erros na entrada de dados, acondicionamento de mercadorias, desempenho dos funcionários etc. 

Conclusão

Fazer um gerenciamento de estoque eficaz é muito importante para que a sua loja possa funcionar em pleno potencial. Sempre prosperando e crescendo em meio às dificuldades e desafios enfrentados diariamente.

Este gerenciamento é ainda mais importante para lojistas que oferecem crediário próprio. Afinal, erros no gerenciamento de estoque prejudicam seriamente as finanças da empresa, desafiando o capital de giro a curto prazo de quem vende no crédito.

Além disso, erros no estoque exigem manobras financeiras para minimizar os danos antes que a situação saia do controle. Então, para evitar flutuações inesperadas em seu caixa, siga as dicas deste artigo e garanta que seu gerenciamento de estoque seja eficiente. 

Publicado por: Rede Brasil Crediário